Panorama: conheça o desempenho das vendas em cartões private label em 2020 e 2021

cartão private label

Você disponibiliza um cartão private label para seus clientes? Será que realmente atingiu o potencial de vendas da sua empresa? Gostaria de vender mais? Então, que tal considerar oferecer soluções de crédito? 

É verdade que para vender mais é importante prestar atenção em vários aspectos, como atendimento ao cliente, marketing, qualidade dos produtos, entre outros. 

No entanto, oferecer crédito também pode causar um grande impacto na decisão final do consumidor e aumentar o número de vendas. 

Por isso, veja, neste post, como está a demanda por crédito nos últimos anos e quais as vantagens de disponibilizar cartões private label para seus clientes. Além disso, descubra o que fazer para garantir a segurança do cartão. 

Aproveite o conteúdo!

Por que é importante oferecer cartão private label?

O sucesso nas vendas não depende apenas de oferecer um bom produto. As empresas precisam conhecer o seu cliente e proporcionar os meios de pagamento adequados para viabilizar as compras. 

Para tanto, o desafio é estar atualizado sobre as tendências do mercado e as necessidades dos consumidores. Somente assim é possível oferecer as melhores soluções e evitar a perda da venda para a concorrência. 

Nesse sentido, é útil considerar as vantagens de adotar um sistema de pagamento com cartão private label para atingir todo o potencial de vendas do seu negócio. 

Afinal, mesmo durante a pandemia, muitas empresas estão sendo bem-sucedidas, alcançando as metas de vendas. Aliás, em geral, o comércio varejo tem apresentado bons resultados. Confira!

O ritmo de vendas em 2020

Em 2020, muitas empresas precisaram buscar soluções para manter o bom fluxo de caixa, já que o surgimento da pandemia da Covid-19 impactou diretamente o setor comercial. 

Ainda assim, de acordo com dados divulgados pelo IBGE, no ano de 2020 as vendas no varejo apresentaram crescimento de 1,2% em comparação com 2019. Além disso, uma análise mais específica demonstrou que quatro segmentos do varejo apresentaram alta nas vendas:

  • Móveis e eletrodomésticos – 10,6%;
  • Artigos farmacêuticos, médicos e de perfumaria – 8,3%;
  • Supermercados, alimentos, bebidas e fumo – 4,8%;
  • Artigos de uso pessoal e doméstico – 2,5%.

Aumento no índice de vendas com crédito

É claro que o perfil do cliente durante o período de pandemia sofreu alterações. Sendo assim, para manter as vendas ativas é importante compreender o comportamento do novo consumidor. Dessa forma, o seu comércio poderá ter uma boa adaptação às novas circunstâncias.

Os comércios que proporcionaram aos seus clientes a oportunidade de comprar usando cartão private label ampliaram a probabilidade de fechar o ano com saldo de vendas positivo

Mas, será que essa tendência permanece em 2021? Veja, no próximo tópico, a análise e previsão do mercado para este ano. 

O andamento das vendas em 2021 

Para o setor varejista, o ano de 2021 começou de modo positivo, apesar do mundo ainda enfrentar a pandemia da Covid-19. Segundo a pesquisa do IBGE, houve um crescimento de 6,7% nas vendas no primeiro semestre em comparação com o mesmo período de 2020. No total, oito das atividades varejistas apresentaram aumento nesse intervalo de tempo:

  • Tecidos, vestuário e calçados – 32,6%;
  • Artigos de uso pessoal e doméstico – 31,6%;
  • Artigos farmacêuticos, médicos e de perfumaria – 16,2%;
  • Móveis e eletrodomésticos – 11,0%;
  • Equipamentos e materiais para escritório, informática e comunicação – 5,9%;
  • Combustíveis e lubrificantes – 3,9%.

Primeiro semestre de 2021 e vendas com crédito

O primeiro semestre de 2021 apresentou um bom número de vendas com crédito. Segundo os dados da ABECS (Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços), o valor gasto com crédito nesse período somou mais de R$ 700 milhões. 

E a previsão, segundo a ABECS, é que em 2022 os cartões private label e co-branded devem atingir juntos a marca de R$ 293 bilhões.

Pensando em todos esses dados, fica claro que há um crescente aumento no número de pessoas que utilizam o sistema de crédito como pagamento. 

Portanto, há uma oportunidade disponível de vendas para estabelecimentos que oferecem crédito. Sendo assim, fornecer um cartão private label pode garantir a atração desses clientes em potencial para o seu negócio. 

No entanto, apesar das vantagens, algumas empresas ficam receosas quanto às vendas com cartão private label por questões de segurança. Então, como garantir a proteção? Confira no próximo tópico. 

Como garantir a segurança do cartão private label? 

É válida a preocupação com a segurança, já que no mundo todo ocorrem fraudes, mas isso não deve impedir seu negócio de ofertar cartões private label. Na verdade, o ideal é buscar maneiras de garantir a proteção. 

Afinal, o cartão possibilita aumento das vendas para sua empresa e também ajuda na fidelização de clientes, já que eles poderiam migrar para outro negócio que ofereça condições de pagamento mais interessantes. 

Pensando nisso, uma boa solução é investir em um sistema antifraude para o cartão private label de sua organização. Dessa forma, com ajuda de uma empresa especializada, como a B2e Group, você terá à sua disposição profissionais qualificados e tecnologia adequada que assegurem a prevenção de fraudes.

Como resultado, vai ser possível se concentrar totalmente na consolidação de vendas, visando aumentar o lucro de seu negócio. 

Em síntese, entre 2020 e 2021 o mercado vem demonstrando bons resultados gerais de vendas no varejo e aumento da demanda por crédito. Desse modo, ofertar um cartão private label para os clientes possibilita que a empresa amplie o potencial de vendas.

Então, que tal considerar a utilização de cartões private label? Adote essa solução e venda mais!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Compartilhe:

Outros Posts

Pedidos rejeitados indevidamente

Pedidos rejeitados indevidamente são aqueles cujo cliente, que teve o pedido rejeitado, mantem histórico positivo no mercado após ter sido rejeitado em sua empresa. Frequentemente

Leia mais »