Por que devo utilizar o score de crédito na minha política?

Quando o assunto é o Score de Crédito, muitos gestores nos perguntam:

  • Faz sentido utilizar um score na política de crédito?
  • O score de crédito realmente funciona?
  • Como utilizar o score de forma adequada?

Primeiramente vamos entender o que é um score de crédito:

Resumidamente, é um modelo estatístico que tem por objetivo classificar os indivíduos em grupos que, historicamente, apresentam comportamentos semelhantes frente os débitos contraídos.

A probabilidade de um indivíduo se tornar inadimplente dentro de determinado período está diretamente ligada aos seus hábitos financeiros e sua capacidade de contrair dívidas. São muitas as variáveis analisadas para calcular o score, como exemplo citamos algumas:

  • Idade;
  • Profissão;
  • Local de residência;
  • Renda;
  • Comprometimento da renda;
  • Dentre outras.

No score de crédito, esses grupos são divididos e classificados em faixas, com pontuações que variam de 0 a 1.000, sendo que quanto mais próximo de (zero), maior a possibilidade do indivíduo não honrar o pagamento.

Agora que entendemos melhor como é construído um score de crédito, você pode estar se perguntando, como devo utilizar essa informação na minha política de crédito?  Acompanhe o texto abaixo que vamos dar 03 dicas importantes a respeito.

banner-motor-de-credito

Filtrar os tomadores com maior risco de inadimplência

Independente do cenário econômico, conceder crédito para clientes com elevado potencial de inadimplência é algo que faz parte da estratégia de risco das empresas. Essa estratégia precisa ser respeitada e a política de crédito é a responsável por garantir a segurança e monitorar os cenários na busca pelos resultados esperados.

É um padrão do mercado estipular como primeira regra de crédito a realização de uma consulta aos órgãos de proteção, validando se o CPF ou o CNPJ consultado possui ou não restrições (Protestos, débitos, Cheques sem fundos). A experiência monstra que este cuidado é fundamental, mas que a utilização de um score é muito importante para complementar a estratégia de exposição ao risco.

Nas políticas de crédito mais maduras, o score evita que tomadores sem restrições junto aos órgãos, mas que possuem elevado potencial de inadimplência em determinado período, não sejam aprovados.

Abaixo um exemplo, para ilustrar:

  • Score de crédito com pontuação 153.
  • Tomadores com essa pontuação historicamente representam um risco de inadimplência de 90%, ou seja, de cada 10 tomadores com esta pontuação, 9 podem não pagar.
  • Nesses casos, a política de crédito vai reprovar essa operação por score de altíssimo risco, pois a empresa credora não aceita esse nível de exposição.

Definir o limite de crédito de acordo com o score

O score de crédito também pode ser utilizado para ponderar e definir o valor de crédito que será liberado ao tomador, de acordo com a exposição ao risco.

Para tomadores com maior risco de inadimplência, mas dentro do aceitável pela política de crédito, é liberado um valor menor de limite, monitorando com mais frequência esse tomador, comprometendo uma parte menor de sua renda ou faturamento.

O inverso é verdadeiro, para tomadores com baixo risco de crédito é recomendável liberar valores mais altos de limite, comprometendo maior parte da renda ou faturamento, pois o risco de inadimplência é historicamente baixo nesses casos.

Nesta dica, o score torna-se uma importante ferramenta de relacionamento entre a área de crédito e vendas, onde o crédito abastece o time de vendas com informações importantes, que podem direcionar os vendedores sobre quais os clientes que devem ser abordados e ofertados melhores preços, condições de pagamento, promoções, pois é para esse perfil de risco que a empresa quer vender.

Definir a taxa de juros de acordo com o score de crédito

Nas operações de crédito em que a taxa de juros faz parte do negócio, o score pode ser utilizado para definir qual taxa será aplicada para determinado individuo, de acordo com o risco de inadimplência que este apresenta.

É a relação clássica de risco versus retorno.

Obviamente que a definição da taxa passa por um processo com muito mais variáveis do que apenas o score de crédito, mas é recomendável que o score faça parte desse processo, e a política de crédito deve prever essa variável de acordo com a estratégia de pricing da empresa credora.

A B2e Group

Somos especialistas em análise e decisão de crédito, com soluções que envolvem uma análise profunda sobre o perfil de cada um dos nossos clientes, criando assim uma política de crédito específica para cada.

Também oferecemos soluções que possuem uma política de crédito elaborada com as melhores práticas do mercado, além de prevenir fraudes e tornar suas aprovações de vendas muito mais rápidas e assertivas.

Fale com um dos nossos consultores e se surpreenda com o que a B2e Group pode fazer por você!

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin

Outros Posts

Nos Envie Uma Mensagem