Os 5Cs do Crédito

[vc_row][vc_column][vc_column_text]

Para conceder crédito ao seu cliente, tanto para novos quanto para os já fidelizados, é preciso ter planejamento, estratégia e política da empresa bem definidos. Isso porque sempre há riscos envolvidos e, antes de fechar os negócios, é importante realizar uma competente análise.

Você já ouviu falar nos 5 Cs do crédito?

As organizações que trabalham com concessão de crédito devem analisar as características do solicitante antes de aprovar o pedido. A dica é usar os 5 Cs do crédito como um instrumento para guiar essa análise e aplicar na estratégia da empresa. Os 5 Cs seguem uma linha de pensamento semelhante á de quem já trabalha na área, buscando trazer um caminho em que você não pule nenhuma etapa da essencial, e nem se perca no meio do caminho! Veja quais são eles:

1- C de Capacidade

O 1º C da linha de pensamento é o C de Capacidade. Isso se refere à um dos aspectos mais importantes na hora da análise, a capacidade do cliente de efetivamente pagar o crédito solicitado.
Se você conseguir responder às seguintes perguntas sobre o cliente, e nas duas primeiras a resposta for sim, você já possui um caminho positivo de início. As perguntas são: As suas receitas e despesas o permitem cumprir as obrigações a serem assumidas? Caso necessite, existem alternativas que poderão ser utilizadas para a quitação? Como é o perfil desse cliente?

2- C de Caráter

Quando falamos do C de Caráter, nos referimos ao histórico financeiro do cliente – seja ele pessoa física ou jurídica. É importante analisar créditos concedidos a ele anteriormente, uma vez que isso permite identificar como foi o comportamento dele durante o processo e se respeitou os prazos e o pagamento.
Uma dica válida é: quando o cliente for pessoa jurídica – e, principalmente, quando o negócio for iniciante -, é importante analisar os sócios enquanto pessoas físicas!

3- C de Capital

Simples, porém muuuuuito relevante: qual é a solidez financeira do cliente solicitante? Qual a sua rentabilidade?
Seja pessoa física ou jurídica, é importante avaliar não só a capacidade de pagamento atual, mas também o índice de endividamento e a sua lucratividade/rentabilidade – toda a sua capacidade de investimento. Fatores como realizar uma análise do histórico de empregos, compras, investimentos e dívidas podem te ajudar à verificar esse índice. Ele está na empresa há muito tempo? O mercado em que ele atua está em período de cortes? Ele comprou algum imóvel ou bem-de-consumo caro recentemente, que pode comprometer a entrada de capital? Dependendo da resposta podemos dizer se esse consumidor é ou não um cliente de risco.

4- C de Colateral

O C de Colateral está relacionado às garantias e/ou aos bens dados pelo cliente solicitante em troca da concessão de crédito.
Essas garantias podem vir em diversas formas: móveis, imóveis, estoque etc. Aqui, também podem ser incluídas as figuras dos avalistas da negociação – principalmente, em negociações menores e em casos de pessoa física – para que as garantias sejam aprovadas, tornando o colateral uma obrigação moral.
Essas medidas visam diminuir o risco de toda a operação, e quanto maiores as garantias, maiores as chances de que a concessão de crédito será bem sucedida.

5- C de Condições

Talvez essa etapa seja óbvia… Mas é muito importante!
Antes da tomada de decisão, enquanto se realiza a análise de crédito, é preciso entender qual é o momento pelo qual aquele cliente passa. Em que situação se encontram as condições de pagamento e quais são as perspectivas de mercado?
Entenda todo o contexto econômico em que o cliente e a negociação estão inseridos!
A maneira recomendada de se verificar o histórico de um cliente é contratando uma empresa que ofereça um serviço de automatização de crédito, validação cadastral e prevenção à fraude. Assim você garante que não terá surpresas negativas no final do mês! A B2e oferece esses serviços de forma customizada para cada cliente, atendendo suas expectativas de excelência.

Use os 5 Cs na sua empresa!

Muitas vezes, a concessão de crédito não ocorre por receio da inadimplência. Entretanto, ao aplicar os 5 Cs no planejamento, os riscos podem ser reduzidos e a análise mais profunda pode auxiliar nas tomadas de decisão.
Além disso, outra medida que auxilia na redução do risco de inadimplência é ter como aliado uma ferramenta especializada em automatização de crédito. Toda a metodologia e infraestrutura pronta permitirá agilidade, rapidez e segurança na aprovação ou não do negócio!
Você sabia que a B2e Group também pode te ajudar com isso? Somos especializados na solução de automatização de crédito! Estamos à disposição, caso você tenha mais dúvidas.

[/vc_column_text][vc_column_text]

Você pode ver mais no nosso site, ou entrar em contato conosco por telefone (11) 3107 5100 ou e-mail relacionamento@b2egroup.com.br 🙂

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Compartilhe:

Outros Posts

Pedidos rejeitados indevidamente

Pedidos rejeitados indevidamente são aqueles cujo cliente, que teve o pedido rejeitado, mantem histórico positivo no mercado após ter sido rejeitado em sua empresa. Frequentemente

Leia mais »
Onde Estamos

Alameda Rio Negro, 500 – Torre B 17o Andar Alphaville Industrial
Barueri, SP – CEP: 06454-000

B2E SISTEMAS LTDA
CNPJ: 14.570.225/0001-98

@Copyright B2e Group – 2022