Acho que meu produto/serviço não tem risco. Preciso ter um antifraude?

ic-antifraude

Muitas vezes o lojista ao abrir um E-Commerce não se preocupa com análise antifraude, por achar que seu produto ou serviço não tem risco de ser fraudado. Mas será que isso é verdade?

Para aqueles que vendem eletroeletrônicos e recarga de celular por exemplo, é quase que intuitivo a preocupação em ter uma análise de risco em sua loja – mas e quem vende livros de medicina, teria que se preocupar? É a resposta é SIM!

O que precisa ficar bem claro nesse sentido, é que muitas vezes o fraudador não quer especificamente seu produto ou serviço, mas a validação dos documentos que tem em mãos e principalmente verificar se o cartão é válido e tem crédito – ele tem pouco tempo para fazer isso, então certamente vai escolher a loja que não tem proteção alguma.

Não importa se você vende balas ou celulares, a exposição em relação a fraude é a mesma. O cyber criminoso vai justamente atrás dessas brechas, para que possa atuar de forma rápida e sem ser notado. Pense que ele não esta fazendo isso pelas balas, mas por todos os documentos que precisa validar rapidamente e assim fraudar aquilo que ele realmente quer.

Outra situação que é muito comum, é quando o fraudador efetua uma compra de um produto com um baixo valor agregado. Uma vez que os dados foram aprovados e validados, ele vai voltar e fraudar aquilo que realmente quer – com certeza terá um valor muito maior.

Então se esta pensando em vender pela internet, pense também em ter uma análise antifraude para que te auxilie nessas questões, que a primeira vista parece não fazer muito sentido, mas que o fraudador sabe exatamente como funciona.[:en]ic-antifraude

Muitas vezes o lojista ao abrir um E-Commerce não se preocupa com análise antifraude, por achar que seu produto ou serviço não tem risco de ser fraudado. Mas será que isso é verdade?

Para aqueles que vendem eletroeletrônicos e recarga de celular por exemplo, é quase que intuitivo a preocupação em ter uma análise de risco em sua loja – mas e quem vende livros de medicina, teria que se preocupar? É a resposta é SIM!

O que precisa ficar bem claro nesse sentido, é que muitas vezes o fraudador não quer especificamente seu produto ou serviço, mas a validação dos documentos que tem em mãos e principalmente verificar se o cartão é válido e tem crédito – ele tem pouco tempo para fazer isso, então certamente vai escolher a loja que não tem proteção alguma.

Não importa se você vende balas ou celulares, a exposição em relação a fraude é a mesma. O cyber criminoso vai justamente atrás dessas brechas, para que possa atuar de forma rápida e sem ser notado. Pense que ele não esta fazendo isso pelas balas, mas por todos os documentos que precisa validar rapidamente e assim fraudar aquilo que ele realmente quer.

Outra situação que é muito comum, é quando o fraudador efetua uma compra de um produto com um baixo valor agregado. Uma vez que os dados foram aprovados e validados, ele vai voltar e fraudar aquilo que realmente quer – com certeza terá um valor muito maior.

Então se esta pensando em vender pela internet, pense também em ter uma análise antifraude para que te auxilie nessas questões, que a primeira vista parece não fazer muito sentido, mas que o fraudador sabe exatamente como funciona.[:es]ic-antifraude

Muitas vezes o lojista ao abrir um E-Commerce não se preocupa com análise antifraude, por achar que seu produto ou serviço não tem risco de ser fraudado. Mas será que isso é verdade?

Para aqueles que vendem eletroeletrônicos e recarga de celular por exemplo, é quase que intuitivo a preocupação em ter uma análise de risco em sua loja – mas e quem vende livros de medicina, teria que se preocupar? É a resposta é SIM!

O que precisa ficar bem claro nesse sentido, é que muitas vezes o fraudador não quer especificamente seu produto ou serviço, mas a validação dos documentos que tem em mãos e principalmente verificar se o cartão é válido e tem crédito – ele tem pouco tempo para fazer isso, então certamente vai escolher a loja que não tem proteção alguma.

Não importa se você vende balas ou celulares, a exposição em relação a fraude é a mesma. O cyber criminoso vai justamente atrás dessas brechas, para que possa atuar de forma rápida e sem ser notado. Pense que ele não esta fazendo isso pelas balas, mas por todos os documentos que precisa validar rapidamente e assim fraudar aquilo que ele realmente quer.

Outra situação que é muito comum, é quando o fraudador efetua uma compra de um produto com um baixo valor agregado. Uma vez que os dados foram aprovados e validados, ele vai voltar e fraudar aquilo que realmente quer – com certeza terá um valor muito maior.

Então se esta pensando em vender pela internet, pense também em ter uma análise antifraude para que te auxilie nessas questões, que a primeira vista parece não fazer muito sentido, mas que o fraudador sabe exatamente como funciona.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Compartilhe:

Outros Posts

Pedidos rejeitados indevidamente

Pedidos rejeitados indevidamente são aqueles cujo cliente, que teve o pedido rejeitado, mantem histórico positivo no mercado após ter sido rejeitado em sua empresa. Frequentemente

Leia mais »