Chargeback- Apenas o começo dos problemas no E-Commerce.

images

Chargeback– Apenas o começo dos problemas no E-Commerce.

 

Quem atua no e-commerce sabe que um dos motivos que mais geram dor de cabeça é o indesejado Chargeback (não reconhecimento de compra). Esse é só o começo dos problemas que a loja virtual vai enfrentar pela ação de um cyber fraudador. Por esse motivo é importante implementar ações de prevenção contra esses ataques.

 

Uma exposição “ aceitável “ ao ataque de fraudadores, deve ficar abaixo de 1% ao mês. Esse é o indicador que fará a diferença ou não, para o sucesso de sua loja virtual. Estudos recentes mostram que a maior incidência de ataques, acontecem entre 1h e 5h da madrugada, essas são informações importantes que podem ajudar na criação de estratégias e políticas diferentes em seu E-Commerce nesse período.

 

E quais os problemas que o alto índice de Chargeback, pode acarretar em minha loja?

 

Podemos elencar aqui algumas situações, que podem gerar sérios problemas caso não tenha um controle efetivo do Chargeback no E-Commerce:

 

  • Perda da saúde financeira de sua empresa;
  • Gastos desnecessários com processos não-efetivos na tentativa de prevenção a fraudes, soluções inadequadas, políticas não-flexíveis, não utilização de soluções antifraude, etc;
  • Algumas adquirentes pode coloca-lo no “ sinal de alerta “, e cobrar multas que podem chegar a $ 200,00, isso mesmo- dólares, caso sua incidência seja maior que 1%;
  • Você pode ser descredenciado por eles também. Isso seria um problema sério se levarmos em conta que, 75% das transações realizadas no E-Commerce, são pagas via cartão de crédito;
  • Os bancos podem classificar sua loja como “ alto risco “. O que pode gerar dificuldades na captação de recursos financeiros através dessas Instituições, no momento em que for preciso alavancar seu negócio;
  • Um dos piores reflexos que podem acontecer é o “marketing negativo”. Imaginem um cliente dizendo que sua loja não é confiável, que seus dados foram fraudados dentro dela. É certo que isso poderia acabar com a imagem da Hoje no mundo online, as noticias se propagam rapidamente.

 

Antes de chegar a esse ponto, pesquise sobre as diversas soluções antifraude oferecidas pelo mercado. Ferramentas inovadoras e flexíveis,  oferecidas por empresas que se preocupam em entender sua realidade e construir em conjunto a melhor solução de acordo com as necessidades do seu negócio. Procure um parceiro, que vai muito além de um fornecedor![:en]images

Chargeback– Apenas o começo dos problemas no E-Commerce.

 

Quem atua no e-commerce sabe que um dos motivos que mais geram dor de cabeça é o indesejado Chargeback (não reconhecimento de compra). Esse é só o começo dos problemas que a loja virtual vai enfrentar pela ação de um cyber fraudador. Por esse motivo é importante implementar ações de prevenção contra esses ataques.

 

Uma exposição “ aceitável “ ao ataque de fraudadores, deve ficar abaixo de 1% ao mês. Esse é o indicador que fará a diferença ou não, para o sucesso de sua loja virtual. Estudos recentes mostram que a maior incidência de ataques, acontecem entre 1h e 5h da madrugada, essas são informações importantes que podem ajudar na criação de estratégias e políticas diferentes em seu E-Commerce nesse período.

 

E quais os problemas que o alto índice de Chargeback, pode acarretar em minha loja?

 

Podemos elencar aqui algumas situações, que podem gerar sérios problemas caso não tenha um controle efetivo do Chargeback no E-Commerce:

 

  • Perda da saúde financeira de sua empresa;
  • Gastos desnecessários com processos não-efetivos na tentativa de prevenção a fraudes, soluções inadequadas, políticas não-flexíveis, não utilização de soluções antifraude, etc;
  • Algumas adquirentes pode coloca-lo no “ sinal de alerta “, e cobrar multas que podem chegar a $ 200,00, isso mesmo- dólares, caso sua incidência seja maior que 1%;
  • Você pode ser descredenciado por eles também. Isso seria um problema sério se levarmos em conta que, 75% das transações realizadas no E-Commerce, são pagas via cartão de crédito;
  • Os bancos podem classificar sua loja como “ alto risco “. O que pode gerar dificuldades na captação de recursos financeiros através dessas Instituições, no momento em que for preciso alavancar seu negócio;
  • Um dos piores reflexos que podem acontecer é o “marketing negativo”. Imaginem um cliente dizendo que sua loja não é confiável, que seus dados foram fraudados dentro dela. É certo que isso poderia acabar com a imagem da Hoje no mundo online, as noticias se propagam rapidamente.

 

Antes de chegar a esse ponto, pesquise sobre as diversas soluções antifraude oferecidas pelo mercado. Ferramentas inovadoras e flexíveis,  oferecidas por empresas que se preocupam em entender sua realidade e construir em conjunto a melhor solução de acordo com as necessidades do seu negócio. Procure um parceiro, que vai muito além de um fornecedor![:es]images

Chargeback– Apenas o começo dos problemas no E-Commerce.

 

Quem atua no e-commerce sabe que um dos motivos que mais geram dor de cabeça é o indesejado Chargeback (não reconhecimento de compra). Esse é só o começo dos problemas que a loja virtual vai enfrentar pela ação de um cyber fraudador. Por esse motivo é importante implementar ações de prevenção contra esses ataques.

 

Uma exposição “ aceitável “ ao ataque de fraudadores, deve ficar abaixo de 1% ao mês. Esse é o indicador que fará a diferença ou não, para o sucesso de sua loja virtual. Estudos recentes mostram que a maior incidência de ataques, acontecem entre 1h e 5h da madrugada, essas são informações importantes que podem ajudar na criação de estratégias e políticas diferentes em seu E-Commerce nesse período.

 

E quais os problemas que o alto índice de Chargeback, pode acarretar em minha loja?

 

Podemos elencar aqui algumas situações, que podem gerar sérios problemas caso não tenha um controle efetivo do Chargeback no E-Commerce:

 

  • Perda da saúde financeira de sua empresa;
  • Gastos desnecessários com processos não-efetivos na tentativa de prevenção a fraudes, soluções inadequadas, políticas não-flexíveis, não utilização de soluções antifraude, etc;
  • Algumas adquirentes pode coloca-lo no “ sinal de alerta “, e cobrar multas que podem chegar a $ 200,00, isso mesmo- dólares, caso sua incidência seja maior que 1%;
  • Você pode ser descredenciado por eles também. Isso seria um problema sério se levarmos em conta que, 75% das transações realizadas no E-Commerce, são pagas via cartão de crédito;
  • Os bancos podem classificar sua loja como “ alto risco “. O que pode gerar dificuldades na captação de recursos financeiros através dessas Instituições, no momento em que for preciso alavancar seu negócio;
  • Um dos piores reflexos que podem acontecer é o “marketing negativo”. Imaginem um cliente dizendo que sua loja não é confiável, que seus dados foram fraudados dentro dela. É certo que isso poderia acabar com a imagem da Hoje no mundo online, as noticias se propagam rapidamente.

 

Antes de chegar a esse ponto, pesquise sobre as diversas soluções antifraude oferecidas pelo mercado. Ferramentas inovadoras e flexíveis,  oferecidas por empresas que se preocupam em entender sua realidade e construir em conjunto a melhor solução de acordo com as necessidades do seu negócio. Procure um parceiro, que vai muito além de um fornecedor!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin

Outros Posts

B2e Cases – Camil

Dando sequência no nosso projeto, o B2e Cases, hoje vamos falar de outros segmentos: Grãos, açúcar e pescados.  E não tem como falarmos desses segmentos

Leia mais »

B2e Cases – TudoAzul

Hoje, iniciamos nosso novo projeto: O B2e Cases! A B2e Group é responsável pela segurança dos maiores programas de fidelidade do Brasil, protegendo companhias aéreas,

Leia mais »

Nos Envie Uma Mensagem