Fluxo de Utilização: Gateway de Pagamento x Análise de Risco.

analise-de-risco

Modelos de utilização do gateway de pagamento em conjunto com a ferramenta de prevenção a fraude.

 

 

No Comércio Eletrônico uma dúvida recorrente sempre surge quando é definido o fluxo operacional de venda: Em qual momento devemos utilizar o Gateway de Pagamento? Antes ou depois da solução Antifraude ?

 

 

Vamos entender os cenários possíveis.

 

Cenário 1 ( Processo de Captura  antes da Prevenção Fraude)

 

  • Pedido Efetuado 2- Captura do valor 3- Prevenção a Fraude (É fraude?).

 

  • Sim:

– Terá que estornar o valor ao cartão e;

– Pagará o Gateway de Pagamento + Análise de Risco.

 

 

  • Não:

– Segue o processo normalmente e;

– Terá custos com Gateway de Pagamento + Análise de Risco.

 

Cenário 2 (Análise de Risco antes do Processo de Captura)

 

  • Pedido Efetuado 2- Análise de Risco  3- Captura do valor (É fraude?)

 

  • Sim:

– Segue o processo normal de cancelamento do pedido.

– Terá custos Análise de Risco.

 

  • Não:

– Faz-se a captura da venda, e segue para os procedimentos de entrega e;

– Terá os custos da Análise de Risco + Gateway de Pagamento + Adquirente.

 

Cenário 3 (Fluxo com #Pré-Captura)

 

  • Pedido Efetuado 2- Autorização 3- Análise de Risco 4- Captura (É Fraude?)

 

  • Sim:

– Cancela-se o pedido.

– Terá custo com Gateway de Pagamento + Análise de Risco

 

  • Não:

– Captura-se a venda, segue para procedimentos de envio e;

– Terá custos de Gateway de Pagamento + Análise de Risco + Adquirente.

 

Acima temos os cenários que podem ser usados dentro do de sua Loja Virtual.

 

Mas qual delas é a mais adequada?

 

Na “ autorização “ o Gateway de Pagamento cobra o valor em real-(quando reprovado e/ou cancelado).

 

Vamos então analisar os três cenários:

 

Cenário 1: Se o Gateway de Pagamento aprovar e a Gestão de Risco reprovar, você terá os dois custos. Além disso terá que estornar o valor do cartão, que se passar de 1% mês, corre o risco de ser descredenciado em virtude do alto índice de estorno.

 

Cenário 2: Se o Gateway de Pagamento reprovar (falta de crédito, desistência de compra, desacordo comercial por exemplo), e a Gestão de Risco aprovar ou reprovar, você terá o custo com a análise de risco.

 

Cenário 3: Pedido vai para autorização. Tem crédito? Sim! Envia pedido a Gestão de Risco. Se for reprovado, terá o custo do Gateway de Pagamento (relacionado acima), e não terá que estornar. Foi aprovado? Captura-se a venda, e terá custos com o Gateway de Pagamento, Gestão de Risco e Adquirente.

 

 

Então pense muito bem, antes de escolher o fluxo quando utilizado Gateway de Pagamento x Análise Gestão de Risco. Uma boa administração nessa parte, fará uma enorme diferença!

 

#Pré-Captura: É uma forma de reservar o valor no cartão de crédito.

Contribuição: Tiago Fernandes/ Gerente Comercial

 [:en]analise-de-risco

Modelos de utilização do gateway de pagamento em conjunto com a ferramenta de prevenção a fraude.

 

 

No Comércio Eletrônico uma dúvida recorrente sempre surge quando é definido o fluxo operacional de venda: Em qual momento devemos utilizar o Gateway de Pagamento? Antes ou depois da solução Antifraude ?

 

 

Vamos entender os cenários possíveis.

 

Cenário 1 ( Processo de Captura  antes da Prevenção Fraude)

 

  • Pedido Efetuado 2- Captura do valor 3- Prevenção a Fraude (É fraude?).

 

  • Sim:

– Terá que estornar o valor ao cartão e;

– Pagará o Gateway de Pagamento + Análise de Risco.

 

 

  • Não:

– Segue o processo normalmente e;

– Terá custos com Gateway de Pagamento + Análise de Risco.

 

Cenário 2 (Análise de Risco antes do Processo de Captura)

 

  • Pedido Efetuado 2- Análise de Risco  3- Captura do valor (É fraude?)

 

  • Sim:

– Segue o processo normal de cancelamento do pedido.

– Terá custos Análise de Risco.

 

  • Não:

– Faz-se a captura da venda, e segue para os procedimentos de entrega e;

– Terá os custos da Análise de Risco + Gateway de Pagamento + Adquirente.

 

Cenário 3 (Fluxo com #Pré-Captura)

 

  • Pedido Efetuado 2- Autorização 3- Análise de Risco 4- Captura (É Fraude?)

 

  • Sim:

– Cancela-se o pedido.

– Terá custo com Gateway de Pagamento + Análise de Risco

 

  • Não:

– Captura-se a venda, segue para procedimentos de envio e;

– Terá custos de Gateway de Pagamento + Análise de Risco + Adquirente.

 

Acima temos os cenários que podem ser usados dentro do de sua Loja Virtual.

 

Mas qual delas é a mais adequada?

 

Na “ autorização “ o Gateway de Pagamento cobra o valor em real-(quando reprovado e/ou cancelado).

 

Vamos então analisar os três cenários:

 

Cenário 1: Se o Gateway de Pagamento aprovar e a Gestão de Risco reprovar, você terá os dois custos. Além disso terá que estornar o valor do cartão, que se passar de 1% mês, corre o risco de ser descredenciado em virtude do alto índice de estorno.

 

Cenário 2: Se o Gateway de Pagamento reprovar (falta de crédito, desistência de compra, desacordo comercial por exemplo), e a Gestão de Risco aprovar ou reprovar, você terá o custo com a análise de risco.

 

Cenário 3: Pedido vai para autorização. Tem crédito? Sim! Envia pedido a Gestão de Risco. Se for reprovado, terá o custo do Gateway de Pagamento (relacionado acima), e não terá que estornar. Foi aprovado? Captura-se a venda, e terá custos com o Gateway de Pagamento, Gestão de Risco e Adquirente.

 

 

Então pense muito bem, antes de escolher o fluxo quando utilizado Gateway de Pagamento x Análise Gestão de Risco. Uma boa administração nessa parte, fará uma enorme diferença!

 

#Pré-Captura: É uma forma de reservar o valor no cartão de crédito.

Contribuição: Tiago Fernandes/ Gerente Comercial

 [:es]analise-de-risco

Modelos de utilização do gateway de pagamento em conjunto com a ferramenta de prevenção a fraude.

 

 

No Comércio Eletrônico uma dúvida recorrente sempre surge quando é definido o fluxo operacional de venda: Em qual momento devemos utilizar o Gateway de Pagamento? Antes ou depois da solução Antifraude ?

 

 

Vamos entender os cenários possíveis.

 

Cenário 1 ( Processo de Captura  antes da Prevenção Fraude)

 

  • Pedido Efetuado 2- Captura do valor 3- Prevenção a Fraude (É fraude?).

 

  • Sim:

– Terá que estornar o valor ao cartão e;

– Pagará o Gateway de Pagamento + Análise de Risco.

 

 

  • Não:

– Segue o processo normalmente e;

– Terá custos com Gateway de Pagamento + Análise de Risco.

 

Cenário 2 (Análise de Risco antes do Processo de Captura)

 

  • Pedido Efetuado 2- Análise de Risco  3- Captura do valor (É fraude?)

 

  • Sim:

– Segue o processo normal de cancelamento do pedido.

– Terá custos Análise de Risco.

 

  • Não:

– Faz-se a captura da venda, e segue para os procedimentos de entrega e;

– Terá os custos da Análise de Risco + Gateway de Pagamento + Adquirente.

 

Cenário 3 (Fluxo com #Pré-Captura)

 

  • Pedido Efetuado 2- Autorização 3- Análise de Risco 4- Captura (É Fraude?)

 

  • Sim:

– Cancela-se o pedido.

– Terá custo com Gateway de Pagamento + Análise de Risco

 

  • Não:

– Captura-se a venda, segue para procedimentos de envio e;

– Terá custos de Gateway de Pagamento + Análise de Risco + Adquirente.

 

Acima temos os cenários que podem ser usados dentro do de sua Loja Virtual.

 

Mas qual delas é a mais adequada?

 

Na “ autorização “ o Gateway de Pagamento cobra o valor em real-(quando reprovado e/ou cancelado).

 

Vamos então analisar os três cenários:

 

Cenário 1: Se o Gateway de Pagamento aprovar e a Gestão de Risco reprovar, você terá os dois custos. Além disso terá que estornar o valor do cartão, que se passar de 1% mês, corre o risco de ser descredenciado em virtude do alto índice de estorno.

 

Cenário 2: Se o Gateway de Pagamento reprovar (falta de crédito, desistência de compra, desacordo comercial por exemplo), e a Gestão de Risco aprovar ou reprovar, você terá o custo com a análise de risco.

 

Cenário 3: Pedido vai para autorização. Tem crédito? Sim! Envia pedido a Gestão de Risco. Se for reprovado, terá o custo do Gateway de Pagamento (relacionado acima), e não terá que estornar. Foi aprovado? Captura-se a venda, e terá custos com o Gateway de Pagamento, Gestão de Risco e Adquirente.

 

 

Então pense muito bem, antes de escolher o fluxo quando utilizado Gateway de Pagamento x Análise Gestão de Risco. Uma boa administração nessa parte, fará uma enorme diferença!

 

#Pré-Captura: É uma forma de reservar o valor no cartão de crédito.

Contribuição: Tiago Fernandes/ Gerente Comercial

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin

Outros Posts

B2e Cases – Camil

Dando sequência no nosso projeto, o B2e Cases, hoje vamos falar de outros segmentos: Grãos, açúcar e pescados.  E não tem como falarmos desses segmentos

Leia mais »

B2e Cases – TudoAzul

Hoje, iniciamos nosso novo projeto: O B2e Cases! A B2e Group é responsável pela segurança dos maiores programas de fidelidade do Brasil, protegendo companhias aéreas,

Leia mais »

Nos Envie Uma Mensagem