Quais os tipos de Fraude On Line mais comuns?

opcao1

 

O Comércio eletrônico brasileiro, é um dos que mais crescem atualmente. Muita coisa contribui para o aumento dos e-consumidores, onde dentre elas podemos citar: Maior número de usuário na web, melhor poder de compra e a facilidade e comodidade, de fazer seu pedido de casa ou do trabalho.

 

Com o aumento das vendas, é certo dizer também que a exposição a fraude acaba aumentando, e o tão temido ChargeBack (Compra não reconhecida pelo titular do cartão, gerando prejuízo ao comerciante), em consequência disso também acaba aumentando.

 

E quais os tipos de Fraude mais recorrentes?

 

Fraude Deliberada: Talvez a mais comum e a que traz mais prejuízo ao comerciante. Trata-se de um fraudador ou uma quadrilha, que através de um cartão válido e dados de terceiros idôneos (CPF e RG), efetuam uma compra para recebimento em um endereço usado pelos fraudadores.

O verdadeiro dono do cartão recebe a fatura, e desconhece a compra. Contata a administradora contestando a mesma, e o prejuízo é totalmente do lojista.

 

 

Autofraude: Como o próprio nome já diz, nesse caso o verdadeiro dono dos dados (CPF, RG, Endereço), efetua a compra. Ao receber a fatura, entre em contato com administradora do cartão, desconhecendo a mesma. É má fé do verdadeiro dono dos dados. O prejuízo nesse caso, também fica com o comerciante.

 

Fraude Amigável: Pode ser considerada a mais fácil de ser revertida, isso porque não trata-se de má fé e sim de não lembrança da compra, ou então a utilização de cartão de um parente próximo por exemplo. Ocorre muitas vezes do filho fazer compra no cartão do pai, onde ao receber a fatura desconhece a compra. Outro caso muito comum é, quando se faz uma compra e ao invés de vir o nome fantasia da loja, na fatura vem com a razão social, ou então com o nome do meio de pagamento.

Na Fraude Amigável a possibilidade de reversão é muito grande, uma vez que não trata-se de má fé, e sim de uma não relação entre nome fantasia-razão social, ou não autorização de utilização de dados de um parente próximo, que pode ser resolvido através de uma conversa para elucidar o problema.

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin

Outros Posts

B2e Cases – Camil

Dando sequência no nosso projeto, o B2e Cases, hoje vamos falar de outros segmentos: Grãos, açúcar e pescados.  E não tem como falarmos desses segmentos

Leia mais »

B2e Cases – TudoAzul

Hoje, iniciamos nosso novo projeto: O B2e Cases! A B2e Group é responsável pela segurança dos maiores programas de fidelidade do Brasil, protegendo companhias aéreas,

Leia mais »

Nos Envie Uma Mensagem