O roubo de dados e a fraude online.

fraude-internet

Hoje vivemos em uma época em que tudo é cada vez mais online. O que antes acontecia apenas no mundo físico, é realidade também no mundo virtual –  como o roubo de dados por exemplo. Antes da explosão da era digital, a preocupação quando um documento era roubado ou  se perdia, era motivo de ficar horas em uma delegacia para se fazer um Boletim de Ocorrência, isso porque era comum que a documentação fosse adulterada e assim fazia-se vários crediários em seu nome, onde você só daria conta quando chegasse uma carta em sua casa informando o atraso do pagamento ou ainda pior – seu nome inserido nos serviços de proteção ao crédito!

Era um problema e tanto ter que provar que a compra não era sua. Muitas vezes tinha que efetuar o pagamento do valor em aberto, para só depois poder contestar – realmente era um transtorno quando seus documentos caiam em mão erradas.

Mas e hoje? Será que é diferente?

Podemos dizer que tornou-se diferente apenas o modo com que os dados fraudados são adquiridos. Os hackers cada vez mais antenados com as tendências no mundo online, utilizam de vários artifícios para que você seja mais uma vítima. Como já dissemos em outo post aqui, são diversas as maneiras para que consigam seus dados e assim efetuar uma compra sem que você saiba. Muito da culpa desses dados pararem nas mãos dos fraudadores, é do descuido de nós mesmos como usuários cada vez mais assíduos da internet. Claro que também existem a compra no mercado negro  de tudo quanto é tipo de perfis de pessoas.

No mundo físico por exemplo, o lojista de uma certa forma esta protegido contra a fraude, uma vez que para validar a compra via cartão de crédito se faz necessário a inserção de uma senha, que o responsável é a própria pessoa titular do cartão. No E-Commerce a única maneira de validar os dados do cartão, é inserindo o código de segurança, mas que qualquer um posse do cartão pode fornecer sem maiores problemas.

Hoje temos várias formas de validar uma compra online – seja com cruzamento em banco de dados cada vez mais sofisticados, ou para aqueles pedidos mais complicados temos também as análises manuais. Essa última permite que o analista treinado com seu feeling, investigue se a compra trata-se de uma fraude ou não. Uma análise antifraude assertiva é de extrema importância, para que você não tenha prejuízos financeiros cancelando pedidos indevidos. Escolher uma solução antifraude adequada, fará toda a diferença no relacionamento direto com seu cliente final.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin

Outros Posts

B2e Cases – TudoAzul

Hoje, iniciamos nosso novo projeto: O B2e Cases! A B2e Group é responsável pela segurança dos maiores programas de fidelidade do Brasil, protegendo companhias aéreas,

Leia mais »

Nos Envie Uma Mensagem